O acesso à água e saneamento básico no Brasil ainda está longe do ideal. Por isso, criamos nossos produtos de saneamento para ajudar a mudar este cenário e ajudar quem mais precisa.

Situação de um banheiro em comunidades que precisam dos nossos produtos de saneamento

Conforme os dados do Trata Brasil, apenas 46% do esgoto do país recebe algum nível de tratamento.
A região Norte é a mais prejudicada, com apenas 22%.

Considerando a responsabilidade ambiental individual, é importante que a população conheça a atual situação para poder cobrar as políticas públicas adequadas.

Além disso, é imprescindível que planos, programas e o próprio marco do saneamento sejam acompanhados, incentivados e devidamente colocados em prática. Dessa forma a universalização da coleta e tratamento de esgoto, bem como as aplicações dos demais eixos de saneamento (resíduos sólidos, drenagem urbana e abastecimento de água potável) será alcançada.

Somente 36,2% da população nordestina tem esgoto tratado, além de a coleta ser de 28% apenas, conforme dados divulgados pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento. 

A SDW tem como principal objetivo mudar a vida de bilhões de pessoas que sofrem com doenças oriundas da falta de água e de saneamento básico. Nosso trabalho já impacta no bem-estar de milhares de brasileiros e dá a eles melhor qualidade de vida.

A nossa expectativa é alcançar regiões desassistidas, onde os índices de mortalidade e de doenças de veiculação hídrica são significativos.

A seguir, conheça nossos produtos de saneamento!

Sanuplant: sistema de tratamento de águas cinzas e amarelas com plantas


O Sanuplant é uma solução para o tratamento de água residual em áreas rurais através da tecnologia do círculo de bananeira, configurando-se como uma tecnologia simples e eficiente para o saneamento básico e seguro.

De baixo custo e fácil implementação, uma vala é construída no local onde desemboca a tubulação e ao redor são plantadas mudas de banana e taioba. Esse buraco deve ser preenchido com pequenos galhos no fundo e com palha e feno em cima. Isso cria um ambiente arejado e espaçoso para receber o esgoto que deve ser tratado.

A urina proveniente do Sanuseco, e a água cinza proveniente do chuveiro, pia, lavanderia e cozinha da casa, desemboca nessa vala que contém outros resíduos orgânicos. Assim, evita-se o despejo desses líquidos de forma inadequada no solo ou em corpos hídricos e endossando um outro problema proveniente da falta de saneamento.

A água e os nutrientes do esgoto serão absorvidos pelas plantas, enquanto os restos orgânicos serão degradados pelos microorganismos presentes no solo da vala.

O resultado é o tratamento dessas águas e um solo rico e cheio de nutrientes, que nutre as mudas plantadas ao redor. Os frutos e folhas dessas árvores podem ser consumidos ou comercializados pela família.

Essa solução costuma ser implantada junto ao Sanuseco – banheiro seco – para o tratamento dos resíduos e promoção de saneamento. Continue lendo para saber mais! 

Sanuseco: sistema de banheiro com privada sem uso de água e com compostagem dos resíduos


O Sanuseco, por sua vez, é uma tecnologia que aplica o método do banheiro seco, uma técnica de saneamento que não utiliza água para remover os dejetos. O destino para eles é o armazenamento em câmaras ou composteiras (a matéria orgânica passa pelo processo de degradação produzindo adubo como um material final).

O banheiro seco reduz o uso excessivo de água para o transporte, armazenamento e tratamento dos resíduos. Os sistemas de banheiros tradicionais gastam em média 13 litros de água a cada descarga, podendo chegar a 30 litros se estiver desregulada.

O diferencial do Sanuseco é que seus dejetos vão diretamente para um recipiente onde a matéria orgânica se decompõe. O produto final pode ser utilizado como adubo, sem água para diluir e nem transportar as fezes.

Isso faz com que nem o subsolo e nem os cursos d’água sejam contaminados, quebrando o ciclo de infecção e reinfecção causado pela falta de sistemas de saneamento convencional, além de utilizar os resíduos como nutrientes.

A utilização correta consiste na deposição de serragem logo após o uso, que garante o balanceamento das concentrações C/N e absorve os líquidos, evitando o excesso de umidade do composto e a decomposição anaeróbia.

Para garantir o melhor uso do banheiro, é necessário ter alguns cuidados. Alguns deles são:

  • evitar o exagero na quantidade de matéria seca;
  • manter a tampa do vaso fechada;
  • não deixar líquidos serem inseridos no recipiente da compostagem.

Para o último ponto, o banheiro conta com uma peça separadora para a urina, que é orientada para o Sanuplant, conforme indicado anteriormente.

Seguindo as orientações adequadas as pessoas beneficiadas ganham não somente o acesso a estrutura do banheiro, mas também passam a ter acesso ao saneamento, de forma adequada, segura e sustentável.

Você já conhecia algumas dessas alternativas e produtos para saneamento? 

Quer entender mais sobre a importância de investir em saneamento? 

Leia nosso ultimo post no blog com  7 motivos para investir em água e saneamento 

Saiba mais

Confira mais de nossos dispositivos e projetos através do Instagram: 

https://www.instagram.com/sdwforall/ ou acesse o nosso site: https://www.sdwforall.com.br/

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *