Em agosto é comemorado o Dia Nacional da Saúde em homenagem ao médico Oswaldo da Cruz, figura importante no combate a epidemias que surgiram no Brasil no início do século XX. Contudo, atualmente, muitos brasileiros vêm sofrendo com doenças de veiculação hídrica devido à falta de acesso à água potável e saneamento básico.

Segundo dados da 14° edição do Ranking do Saneamento, desenvolvido pelo Instituto Trata Brasil, quase 35 milhões de brasileiros vivem sem água tratada e cerca de 100 milhões não possuem coleta de esgoto. Os dados evidenciam  o quanto é preciso que empresas venham a investir em projetos de saneamento básico e água potável para promoção de saúde e qualidade de vida à população.

Quais são as doenças de veiculação hídrica?

As doenças de veiculação hídricas são aquelas causadas pela presença de bactérias, microorganismos e coliformes presentes na água. Então, quando essa água é ingerida ou entra em contato com a pele e com as mucosas do ser humano, ocasiona doenças como cólera, disenteria, febre tifóide entre outras.

Em virtude dessas doenças de veiculação hídrica que atingem a população, só no ano de 2019, foram cerca de 2.374 óbitos ocorridos em consequência à falta de acesso à água tratada e ao saneamento básico, além de uma média de 7,4 brasileiros mortos por dia, segundo os dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS).

Além dessas doenças, outras mais podem surgir em função da falta de tratamento de água e esgoto, o que se torna mais preocupante considerando que este é um fator prejudicial à saúde da população brasileira, e que infelizmente grande parte dela ainda não tem acesso a estes recursos essenciais. 

Projetos de acesso ao Saneamento Básico e Água Tratada

O principal produto da SDW, responsável pela diminuição da taxa de doenças de veiculação hídrica, é o Aqualuz, um dispositivo domiciliar que trata a água de sistemas de captação de água da chuva, usando radiação solar para promover a remoção completa dos patógenos encontrados na água.

De tal modo, o equipamento consegue fornecer água potável em um cenário onde antes era feito o consumo de água com contaminação microbiológica. O resultado disso é uma diminuição média de 73,65% na indicação da incidência de doenças de veiculação hídrica entre as mais de mil famílias beneficiadas com o equipamento,

A SDW já contou com o apoio de diversas empresas para impactar a vida de pessoas promovendo acesso à água potável e saneamento básico seguro. Os projetos socioambientais garantiram um custo benefício atrativo e SROI (Social Return on Investment) com a razão de que a cada R$ 1,00 investido nos projetos, R$27,00 retornam como forma de custos evitados em saúde, educação e renda.

Instalação do Aqualuz em uma cisterna de captação de água da chuva
SDW e o acesso a recursos essenciais

A SDW realiza a implementação de projetos socioambientais de saneamento básico e acesso à água potável, e empresas socialmente responsáveis, em conjunto com a SDW, podem fazer a diferença para mudar esse cenário que tanto afeta a vida de brasileiros que ainda sofrem com doenças de veiculação hídrica.

Diante disso, o acesso a recursos básicos e universais é algo essencial para que a população tenha saúde, e é por isto que convidamos você a ser um parceiro e ajudar a levar mais saúde e qualidade de vida para moradores de comunidades desassistidas desses recursos.  

Deseja saber como sua empresa também pode implantar esse projeto e levar água potável e saneamento básico para mais pessoas? 

É só clicar aqui

Site: www.sdwforall.com.br
Instagram: https://www.instagram.com/sdwforall/

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/sdwforall

Compartilhe

editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *