Sustentabilidade e ESG, descubra agora como estas duas palavras se relacionam e como podem gerar resultados para sua empresa.

Sustentabilidade e ESG são as palavras-chave que norteiam o mundo atual. É fato que diversas empresas ao redor do mundo têm utilizado de diversas práticas de ESG para impulsionar seus negócios, obtendo assim uma visão sustentável. No entanto, por mais que estes dois termos abordem aspectos ambientais e sociais, há uma grande diferença em relação à divulgação e benchmarking de dados.

Confira mais abaixo!

SUSTENTABILIDADE

Na prática, sustentabilidade significa suprir necessidades presentes sem afetação das gerações futuras. Na origem do latim, o termo “sustentare” significa sustentar, defender, favorecer, apoiar, conversar e/ou cuidar.

Assim, sustentabilidade possui uma visão complexa que inclui preocupações com a equidade social, desenvolvimento econômico para todos e justiça social. Logo, o significado de combater e suavizar impactos ambientais e sociais é só o início do que esta nomenclatura é capaz de tratar, trabalhando também temas como: economia verde, energias limpas, responsabilidade social corporativa, direitos humanos, gestão de resíduos, baixa pegada de carbono, entre outros.

Além disso, outro termo muito importante que faz parte das práticas de negócios sustentáveis é o Tripé da Sustentabilidade (criado por John Elkington em 1994, e profundamente relacionado ao conceito de ESG).  A expressão envolve três aspectos da administração de uma empresa, que são: o Social, Ambiental e Financeiro. Os quais presenciam trabalhar em sintonia, promovendo a integridade do planeta e da sociedade juntamente ao desenvolvimento econômico-industrial. Ou seja, é preciso que a empresa inclua pessoas e o planeta nos seus objetivos de obtenção de lucros.

ESG E SUA RELAÇÃO COM A SUSTENTABILIDADE

A sigla para “environmental, social and governance” (ambiental, social e governança, em português), é usada para avaliar práticas ambientais, sociais e de governança de uma empresa. Logo, ESG é utilizado para informar quanto um determinado negócio está a buscar meios de diminuir seus impactos ambientais na sociedade, impulsionando a formação de um mundo mais consciente e justo para as pessoas ao redor e mantendo os melhores processos administrativos. 

Nestes termos, ESG acabou sendo visto por investidores e mercados de capitais como um investimento responsável e necessário.  Sobretudo, os dados ainda auxiliam na identificação de retornos ajustados ao risco, além de evidenciar oportunidades de investimento. De fato, os pilares de ESG ajudaram diversas empresas a alterar a forma como mensuram e difundem seus desempenhos.

SUSTENTABILIDADE E ESG GANHAM CADA VEZ MAIS OBRIGATORIEDADE

Atualmente as empresas estão mais inclinadas à transparência frente ao movimento da sustentabilidade. Por exemplo, empresas estão sendo compelidas a reduzir suas emissões de CO2 para não perder suas licenças de operação. Logo as práticas de ESG juntamente com medidas de sustentabilidade têm norteado rapidamente os esforços corporativos, saindo de voluntários e consagrando-se obrigatórios.

Portanto, existe um caminho claro a ser trilhado por diversas empresas para desenvolverem estratégias eficientes de sustentabilidade e ESG. A prova disso é que muitas nações já vêm executando regulamentações, como impostos sobre emissão de carbono e empresas de setores financeiros têm integrado regras de ESG em suas medidas de financiamentos. Por isso, houve uma mudança na forma de fazer novos negócios com o processamento mais agressivo de ações de gestão de risco de ESG.

ESG E A IMPORTÂNCIA PARA O MERCADO DE CAPITAIS

Diante das novas medidas adotadas para as empresas, mudando sua forma de atuação frente à sociedade, enxerga-se que as empresas de grande desempenho em critérios de ESG apresentam altos retornos financeiros, diante de baixos riscos e são mais resistentes em tempos de crise. Isso porque, elas procuram desenvolver melhores relações com fornecedores e clientes a fim de abrir novas oportunidades, aprimorando abordagens e soluções em escala contínua.

Fora isso, por estarem alinhadas à uma produção de longo prazo, elas são capazes de garantir uma continuidade em fornecimento, mesmo diante de uma crise, como houve dentro da cenário da pandemia. Nesses termos, simples promessas de mudanças sustentáveis e transformações sociais não geram mais resultados, pressionando as empresas a integrar ações e resultados claros, por meio de relatórios de ESG precisos e de acordo com o caminho que estejam seguindo.

COMO A SDW PODE AJUDAR A SUA EMPRESA A SER MAIS SUSTENTÁVEL E POTENCIALIZAR ESG?

Implantação do Aqualuz em Barriguda da Brasília

 A SDW é uma startup de impacto social que desenvolve tecnologias capazes de ajudar empresas a promoverem suas atividades de ESG e suprir as necessidades de uma sociedade carente de água potável e saneamento básico. Até hoje quase 14 mil pessoas em todos o país já foram beneficiadas por meio de suas tecnologias, tendo acesso à água potável, dignidade, e prevenindo doenças como a diarreia, que mata mais de meio milhão de pessoas todos os anos.

Atualmente a empresa trabalha com 4 tecnologias, entre dispositivos de tratamento de água à luz solar e banheiros secos. Além destas, ainda existem duas tecnologias em desenvolvimento com lançamento previsto para o ano que vem, e que prometem ajudar ainda mais a combater o cenário precário de desigualdade social.

A sua empresa precisa de iniciativas de ESG, ela precisa ser sustentável para alcançar novos mercados e potenciais investidores. Entre em contato conosco para conhecer melhor o nosso trabalho e ajude a evitar que milhares de brasileiros morram em decorrência da escassez de um bem que deveria ser ofertado a todos, o saneamento básico.

Site: www.sdwforall.com.br

Instagram: https://www.instagram.com/sdwforall/

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/sdwforall

Compartilhe

editor

3Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *